ARTIGOS - PUBLICAÇÕES

Dicas para conquistar um divórcio consensual
Bárbara Corrêa

O divórcio consensual é a forma mais pacífica, mais rápida e menos onerosa de se divorciar. É claro, o término da relação muitas vezes atrapalha nos humores do ex-casal, o que muitas vezes impede um bom diálogo e a tomada de decisões conjuntas.

Você sabe o que é alienação parental?
Bárbara Corrêa

*Escrito por Brenda Cristina dos Santos Silva, com supervisão de Bárbara Corrêa

A alienação parental se trata de um problema grave, infelizmente, muito presente nas famílias brasileiras. Quando há uma separação conflituosa, muitas vezes, sobram mágoas, ressentimentos ou, até mesmo, dificuldades de aceitar que a relação chegou ao fim. Quando os pais, após a separação, não conseguem manter uma convivência harmoniosa, acaba surgindo efeitos que recaem sobre o filho. A criança acaba sendo manipulada pelos genitores através de mentiras, chantagens psicológicas e falas negativas em relação ao outro.

A minha união estável chegou ao fim e agora?
Bárbara Corrêa

Viver uma união estável é viver como marido e mulher, o conhecido popularmente pelo “morar junto”. Em consequência disso, aqueles que vivem nessa situação possuem praticamente os mesmos direitos de um casamento na hora do divórcio. Principalmente, quando o assunto é partilhar o patrimônio adquirido nesse período.

4 dicas para um divórcio consensual e fácil
Bárbara Corrêa

Felizmente neste ano de 2019  quase a totalidade dos divórcios do escritório foram consensuais. Para termos êxito do início ao fim do processo são necessários muitos cuidados até chegar a assinatura do acordo por ambas as partes, sendo que a falta de cuidado do profissional pode resultar no litígio. O termo jurídico se refere a discordância ou contestação de uma das partes sobre o processo. 

Quem não pode escolher o seu regime de bens na hora de casar?
Bárbara Corrêa

Quando vamos casar, podemos escolher qual o regime de bens preferimos para nosso casamento. É a escolha desse regime que dirá, dentro outras coisas, como serão resolvidas as questões patrimoniais na hora de um divórcio ou até mesmo na hora do falecimento do cônjuge. 

O que uma relação precisa para ser considerada união estável?
Bárbara Corrêa

A união estável é uma “modalidade” de família que ainda causa muitas dúvidas. Inclusive, ainda há quem ache que o fato de não existir um registro no papel impeça a existência da família. A lei chama de união estável a união entre homem e mulher que seja pública, contínua, duradoura e estabelecida com o objetivo de constituição de família. 

 

O luto do pai vivo!
Bárbara Corrêa

Essa é a história de Joãozinho, menino de 7 anos de idade que morava com sua mãe e seu pai. Todo o dia o seu pai o levava para a escola e a sua mãe o buscava.  A noite, pai e mãe se revezavam para lhe ajudar nas tarefas. 
O amor de contos de fadas!
Bárbara Corrêa

Ele a tirou de casa ainda menina que, como a maioria, sonhava com o príncipe encantado e o amor de contos de fadas. Ele diz: "amor cuida de nossa casa e crie nossos filhos, pois para ti, não faltará nada. Trabalharei para adquirir o nosso patrimônio."

 

O que é considerado Alienação Parental?
Bárbara Corrêa

A alienação parental, infelizmente, é algo muito comum entre casais separados e acontece em atos que, talvez num primeiro momento, sejam considerados “pouca coisa”, mas são esses “pequenos” atos e atitudes que fazem um grande estrago na cabecinha de uma criança, fazendo com que se tornem adultos com sérios problemas emocionais.

Página 1 de 8

Baixe nosso E-book

E-book

Gostaria de analisar seu caso? Conheça nossa consulta online